De carro ao Sul do Brasil – Quarta Parte

Olá caros seguidores e leitores deste Blog! Seguimos no relato das experiências vividas por um casal em sua viagem de carro ao sul do Brasil; Conforme citado em nossa última edição, nossa história segue à partir de Cambará do Sul RS;  Portal de entrada  para os mais famosos Cânions do Brasil.

322.jpg
Vista do chalé – Final do dia 18/06/2015

Naquele incrível final de tarde, do dia 18/06/2015, uma quinta feira, chegamos em Cambará do Sul, onde passaríamos os próximos dois dias. Fomos direto para a Pousada Cristal Serra, dos simpáticos senhor Jairo e  Dona Alemoa, pessoas que nos receberam com tanto carinho e atenção, como se fossem um familiar que se  alegra com a chegada de um parente querido, pessoas que certamente fazem parte de nossas melhores recordações desta viagem. Pela mudança repentina no tempo, as nuvens  foram se dissipando e o céu ficando cada vez mais claro. Então, já podíamos imaginar o que teríamos pela frente. Fomos direto para a Pousada,  depois de estabelecidos, saímos para conhecer a pequena , mas encantadora cidade de Cambará do Sul , primeira colocada no ranking das cidades mais frias do Brasil, situada à uma altitude em torno de 1050 metros; Clima influenciado pelas massas polares oceânicas, que atuam nos campos de cima da serra. Naquele inicio de noite, já não havia mais nuvens no céu e a temperatura já despencara para a casa dos 8 graus; Com tanto frio, o jeito foi tomar uma sopa quente numa taberna da cidade e retornar ao aconchego do chalé.

325.jpg
Vista do chalé – Amanhecer  do dia 19/06/2015

Sexta feira 19 de junho, o dia amanheceu incrivelmente belo, porém muito frio,  devido a forte geada que caiu na madrugada;

329
Forte geada sobre a relva

Soubemos que o frio na madrugada, chegou em menos 1 grau, causando uma forte geada, isso foi o que levou a criar uma densa camada de gelo sobre nosso veículo, a ponto de não sabermos o que fazer para lavar, pois até a água do limpador de para-brisa estava congelada, depois de alguma dificuldade, conseguimos sair para tomar o café no Pub Cristal Serra  que fica  separado da área dos chalés.

334
Lareira do Pub Cristal Serra – Aconchegante

Embora com este conforto no café da manhã, tivemos também que tomar coragem e dar continuidade no nosso roteiro de passeios, que para aquele dia era conhecer o cânion Fortaleza, para o qual seguimos contemplando as belezas do trajeto em meios às araucárias.

336.jpg
Seguindo para o Cânion Fortaleza

A esta altura, bem agasalhados, estávamos ansiosos para chegar lá! A estrada asfaltada não demora pra acabar, aí é seguir por estrada de terra, que embora tivesse chovido no dia anterior, estava em boa condição de tráfego.

342.jpg
Parque Nacional dos Aparatos da Serra – Emoções!

Chegamos na portaria de acesso ao parque  nacional, os guardas apenas registram os nomes dos visitantes e a entrada dos  veículos, que só podem seguir até um determinado ponto, de lá em diante, somente seguindo as trilhas a pé, como não estávamos acompanhados de guias,  o que não é necessário e ainda tem suas vantagens, a idéia foi escolher uma das trilhas para começar; Neste Parque são 03 trilhas: Bordas dos Cânions, Mirante e Cachoeira do Tigre Negro com Pedra do Segredo na mesma.

347.jpg
Cânion Fortaleza – Vista pala trilha das Bordas

Transformar em palavras, a experiência de estar num lugar assim, torna-se quase impossível encontrar os adjetivos… Que grandiosidade! Quanta beleza!!!

360.jpg
Cânion Fortaleza – Seguindo para o Mirante

Magnifico!!!

371.jpg
Vista do Mirante – Falar o quê?

Nesta primeira parte do dia, percorremos as trilhas das Bordas dos Cânions e Mirante, onde é normal se assentar nas pedras, ou mesmo na relva para tomar um lanche (Atenção! Não deixe de levar: Água, lanche, frutas etc.) e ficar apreciando a vista, que dá para região do litoral de Santa Catarina, em dias claros pode-se avistar Floripa e até Curitiba PR.

386.jpg
Seguindo o caminho das pedras – Simpáticas raposas

Desde o Mirante, temos que retornar  para o lado de onde entramos, até onde ficam os veículos, para poder entrar e seguir para a terceira trilha,  neste pedaço é muito comum ser acompanhados por simpáticas raposas querendo algum alimento, o que não se pode fazer é alimentá-las!

390.jpg
Caminho das Águas – Trilha para a cachoeira do Tigre Negro

A caminhada para esta trilha, à partir da estrada, passa por  vegetações e sobre o leito do rio negro, necessário para apreciar outras vistas  e entender o porquê de Tigre Negro e claro, Pedra do Segredo, todas as trilhas são de níveis fáceis, todos podem e devem faze-las.

393.jpg
Cachoeira do Tigre Negro

À medida que vamos avançando; continuamos sendo surpreendidos com cada nova vista e tantas belezas.396.jpg

Vista dos paredões pela trilha da Cachoeira do Tigre Negro

Ah, só pra lembrar, neste pedaço de paraíso chamado Aparatos da Serra Geral, a mudança no clima acontece a todo instante, hora com densa neblina encobrindo tudo e de repente o sol reaparece, mas derrepente, nuvens encobrem o céu, chegamos até pensar: “lá vem chuva,” mas este é um fenômeno que acontece o tempo todo. A temperatura também continuava variando na mesma intensidade, foi um tal de põe e tira agasalho danado, com direito a luvas e até cachecol.

394.jpg
Seguindo para a Pedra do Segredo

Após apreciar a Cachoeira do Tigre Negro, vamos até a pedra do segredo.

399
Pedra do segredo – Vista do final da trilha

Finalmente aí está, a pedra do segredo , bem ao centro da imagem um grande bloco de pedra esculpido à milhões de anos, pela ação da natureza. Valeu a caminhada até aqui!

401.jpg
No caminho de volta, outra vista da Cachoeira do Tigre Negro

Retornando pela mesma trilha, cruzando o leito do rio Negro, no ponto acima da primeira queda d’água, hora de encerrar a visita ao Cânion Fortaleza;

O que dizer? Espetacular!!!!! Nosso passeio sem muita demora, com duração de cerca de  6 horas. Nossa opinião é que para poder conhecer bem o lugar, tem que ser disso para mais tempo.

404
Voltando do Cânion Fortaleza para Cambará do Sul

Numa tarde com este sol, mas ainda fazendo frio, retornamos à Cambará do Sul, um passeio pelo comércio local  até por volta das 18:00 horas (frio de tremer).

408
Termômetro da Praça da Matriz  5 graus às 17:52

De volta à Pousada, um breve descanso e se preparar para encarar o fio da noite pela cidade Se à essas horas já esta assim, imagine como vai estar lá pelas 20 ou 21 horas?

412
Restaurante – Para Jantar

Nem quisemos espera prá ver, fomos logo jantar, o pensamento estava no chalé com ar condicionado no máximo de calor.

415
Praça da Matriz termômetro marcando 3 graus as 19:36

Contentes com tudo o que fizemos,  hora de descansar par as próximas aventuras, que serão contadas na próxima edição.

Dica da Vez! “Acreditar é realizar até o que parece ser impossível…”  Imaginação é mais importante que inteligência – Acredite, treine a imaginação, realize os sonhos!!!

Continue nesta viagem com a gente

Grande abraço.

Viajante Corredor

 

 

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “De carro ao Sul do Brasil – Quarta Parte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s