De carro ao Sul do Brasil – Terceira parte

… Manhã de quarta feira dia 17/06/2015, temperatura em torno de 8 graus uma densa neblina, mas com a necessidade de manter os treinos em dia,  por volta de 06:00 horas, encarei uma corrida de 8 km pelas ruas de Gramado, com a cidade totalmente vazia, algo muito  difícil de se imaginar; de volta ao hotel, um bom café da manhã, check out,  saímos aos passeios por alguns pontos turísticos da cidade.

194.jpg
Gramado – RS

Esta cidade sempre citada por todos, quando se fala em serras gauchas, é sem dúvida de beleza única.

197.jpg
Igreja de São Pedro – Gramado RS

Colonizada por Italianos e Alemães, Gramado é considerada a cidade mais Européia do Brasil, este estilo se mantem com os cuidados em sua arquitetura, tanto na conservação de suas edificações mais antigas, como também nas novas construções.

204.jpg
Gramado – Praça do Imigrante

Situada na região conhecida com corredor das das hortênsias, com relevo bastante acidentado, difícil é não se encantar com este lugar, onde se tem inúmeros roteiros de passeios, não somente na cidade, mas também em seu entorno, com lagos, cascatas, vales, trilhas e cachoeiras.

198.jpg
Casa Italiana – Gramado

Diante de tantas opções, difícil mesmo é escolher qual passeio fazer, quando não se pode optar por todos; Porém, por onde estivemos ficamos sentindo que valeu muito cada um .

213
Rua das Flores

A nossa escolha de passeio para o segundo período do dia, foi de realizar um Ecoturismo, para o qual seguimos logo após o almoço na cidade; Percorrendo pelo bonito Vale do Quilombo em meio à montanhas e  muito verde, por estrada asfaltada em seu primeiro trecho, continuando por estrada de terra, se chega ao Ecoparque Sperry que embora o melhor acesso seja este por Gramado, já pertence ao Município de Canela.

217
Estacionamento do Ecoparque Sperry

Por volta de 14:horas entramos  no Ecoparque para percorrer suas trilhas, já a estas horas, toda aquela neblina do amanhecer, havia dado lugar à nuvens com jeitão de chuva e ainda fazendo frio, o que por algum momento até nos deixou receosos em encarar as trilhas, mas este receio foi esquecido já no primeiro trecho.

226
Cascata do Trombão – Sperry

Trilhas auto guiadas, bem sinalizadas, considerada de dificuldade nível fácil a médio, em descidas e subidas, muitos degraus que nos levam à mirantes de quedas dágua e cachoeiras dos três rios que cortam o lugar,  o arroio Quilombo, o Trombão e o riacho Cristal; O parque conta com  20 hectares em meio à mata atlântica muito bem preservada.

264.jpg
Cachoeira – Sperry

Um incrível contato com a natureza!!! O visitante é quem faz o tempo de duração do passeio; Entusiasmados com tanta beleza à nossa disposição; E como nos auto denominamos “amantes da natureza”,  decidimos percorrer todas as trilhas, as quais são chamadas de:Trilha do Tombão, trilha Tangará ,trilha da Usina e trilha do Poço.

265
Cachoeira da Usina – Sperry

O contato com a natureza só não foi maior ainda, porque faltou  entrar nos poços e tomar um bom banho de cachoeira, não tivemos coragem devido a baixa temperatura, as águas estavam geladas; No final, ainda fomos agraciados por poder colher frutas no pomar de laranja e tangerinas, para eles bergamota, (nossa conhecida ponkan), tudo com a permissão da administração do parque.

256
Pomar de bergamota (ponkan) Sperry

Fim de tarde chegando, saímos do parque, prometendo à nós mesmos que iremos voltar; Como nosso destino era Canela, seguimos por uma estrada de terra, chamada de estrada do chapadão, à esta horas já chovia forte, subindo as serras com trechos muito sinuosos, já parecia uma aventura de Rally até entrar na cidade.

270
Estrada do Chapadão – Canela RS

Sem nenhuma dificuldade, demos entrada ao hotel já no inicio da noite, de onde não saímos porque chovia torrencialmente; chuva esta que continuara até a o dia seguinte; Quinta feira 16/06/2015, com tanto aguaceiro e uma queda brusca na temperatura, surge a dúvida; Permanecer no conforto do hotel ou dar continuidade à programação de realizar alguns passeios.

271
Canela RS – Chuva e frio

Espirito aventureiro mantido,  hora de deixar o conforto do hotel e sair a passear, nos dirigimos ao centro, onde pudemos visitar alguns lugares bem interessantes.

285
Catedral de Pedra – Igreja N. S. de Lourdes – Canela RS

Entre tantas belezas, a Catedral de Pedra pode se dizer que continua muito linda, mesmo em um dia tão cinzento.

282
Cidade de Canela – RS

Sem condições de passeios por parques,  como por exemplo o do Caracol, o jeito foi permanecer por ali mesmo.

287
Praça do termômetro Centro de Canela – RS

Pela hora do almoço, as 12:00 horas o termômetro marcava apenas 4,7 graus, sensação térmica parecia negativa.

286
Haja guarda chuva prá tanta água

Neste cenário, a cidade já está enfeitada para a temporada de inverno que se iniciará daqui a uma semana; Uma parada para o almoço ainda na cidade; E decidimos continuar a viagem, seguindo para São Francisco de Paula.

303.jpg
Entrando na cidade

Esta é uma interessante cidade que está numa altitude bem mais elevada em relação a Gramado e Canela, e fica na transição entre as serras gaúchas e os campos de cima da serra.

309
Monumento para visitas na rua principal

Realizamos alguns passeios bem interessantes na área central, mas deixamos outros como por exemplo a Floresta Nacional e o largo São Bernardo, os quais certamente teríamos feito caso o dia estivesse de sol; Embora  neste dia, nossa passagem tanto por Canela como em São Chico, tenha sido bem breve, certamente levaremos conosco uma experiência que irá durar por toda a nossa vida.

310
Saíndo de São Francisco de Paula RS

Deixando a cidade, agora seguindo a rota dos  Campos de cima da Serra pela RS 020; Nosso destino; Cambará do Sul, logo que pegamos a estrada, para nossa surpresa a chuva parou e o céu foi se abrindo inesperadamente.

312
Estrada Estadual RS 020  a caminho de Cambará do Sul

Com esta grata surpresa que o final do dia nos preparou, chegamos em Cambará do Sul, que é a cidade de  entrada dos mais famosos cânions do Brasil.

317
Portal de entrada em Cambará do Sul

Entrando na cidade, fomos diretamente para o chalé da pousada que já estava reservada para aquela noite, com uma enorme expectativa do que nos esperava para o outro dia.

Hora de descansar, finalizo esta edição, com o relato deste dia incrível de ótimos passeios, lindas lembranças, uma bela experiencia de um casal de turista viajando pelas serras gaúchas!

Dica da Vez: “Tudo se tornará grandioso, quando realizado intensamente” – “A mente que se abre a uma nova ideia, jamais voltará ao seu tamanho original”

Continue conosco – Próximo capitulo – Cânions – Cambará do Sul

Obrigado!

Viajante Corredor.

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s